Ex-Cruzeiro, Lessa deixa lesões para trás, brilha pelo Bangu e mira artilharia do Carioca




Vice-artilheiro do estadual, atacante comemora maturidade na carreira: "A melhor fase"


O ano de 2018 mal começou, e Anderson  Lessa já tem inúmeros motivos para comemorar. Afinal, o atacante tem quatro gols em cinco jogos no Campeonato Carioca pelo Bangu e, mesmo sem ser titular da equipe comandada por Alfredo Sampaio, está na vice-artilharia da competição. Mais do que isso: foi peça decisiva para que o Alvirrubro conseguisse avançar às semifinais da Taça Guanabara.

Aos 28 anos e com passagem pelo Cruzeiro, o jogador revelado pelo Náutico contou à equipe De Primeira que acredita que esteja vivendo um dos melhores momentos da carreira não só pelos gols marcados, mas também por ter atingido o nível de maturidade que considera ideal.

"Eu considero esse momento como um dos melhores da minha carreira. Já tive momentos bons pelo Náutico, pelo Cruzeiro, pelo Avaí, pelo Bragantino. Isso porque hoje eu sou um jogador mais experiente, tenho 28 anos, mais rodado. Creio que isso é muito importante para o jogador. Essa é a idade onde o jogador vive a melhor fase. Nem novo demais, nem velho demais. Ele está na maturidade. Estou muito feliz por demonstrar isso dentro de campo", disse Anderson Lessa.


O atacante despontou como profissional com a camisa do Náutico na temporada 2009. Logo chamou a atenção do Cruzeiro e se transferiu para o clube de Minas em 2010. Sem tantas oportunidades na Raposa, encarou empréstimos e passou a rodar por diversas equipes: Avaí, Cuiabá, Asa, Salgueiro, Central, Bragantino, entre outros.

Durante esse período, conviveu com diversas lesões que impediram que correspondesse à expectativa criada em cima do seu futebol no início da carreira.

"Eu creio que o que acabou me atrapalhando foram algumas lesões que eu tive. Elas atrapalhavam para que eu tivesse uma sequência de jogos. Mas há uns cinco anos eu venho jogando, fazendo gols e hoje estou com a camisa do Bangu. Estou muito feliz por ter essa oportunidade de defender um dos clubes mais tradicionais do país. Quero escrever minha história aqui", afirma o atacante, que sonha terminar o Carioca como artilheiro.

"É um objetivo pessoal meu: terminar como artilheiro. Sabemos que não é fácil, porque é um campeonato muito disputado. Mas eu entro em todo campeonato que disputo buscando essa artilharia, porque eu sei que, se eu brigar por ela, eu sei que estou fazendo gols. E fazendo gols, sei que posso ajudar o clube que eu defendo, que agora é o Bangu".

Com Lessa à disposição, o Bangu encara o Boavista pela semifinal da Taça Guanabara nesta quinta-feira, às 17h, no Estádio Nilton Santos. 

Fotografia 1: Divulgação/Site Bangu










Comentários