Ídolo em Portugal, Lionn recorda trajetória e projeta retorno ao Brasil: "Gostaria de voltar"



Lateral-direito do Rio Ave tem contrato até o fim da atual temporada de Portugal


Não é nenhuma novidade que Portugal é um dos destinos preferido de jovens jogadores brasileiros que deixam o Brasil muito cedo para tentar a sorte na Europa. E o lateral-direito Lionn se enquadra perfeitamente neste cenário. Nascido em Fortaleza, ele trocou o Ferroviária-CE precocemente para tentar fazer a carreira em terras lusitanas. E conseguiu. 

O brasileiro está em sua décima temporada em Portugal, sendo seis consecutivas pelo Rio Ave, da Primeira Divisão, onde tornou-se ídolo. Neste período, apenas uma passagem pelo Cluj, da Romênia, interrompe a sequência de Lionn por lá.

E, em entrevista exclusiva à equipe De Primeira, ele contou como deixou o Ferroviário para viver o sonho europeu.



"Eu fui campeão de juniores. Com 16 anos, eu já era profissional. Um olheiro português do Benfica me viu e pediu para me levar para lá por empréstimo. Eu nunca tinha saído do Ceará. Passei 15 dias e depois voltei para o Brasil. Fique quatro meses no São Paulo e depois voltei para o Ferroviário. Comecei a jogar o Cearense e uns olheiros do Torreense, da Terceira Divisão, me viram em um jogo contra o Ceará. Fui junto com mais dois", lembra o lateral, atualmente com 29 anos.

Lionn chegou ao Torreense na temporada 2007/2008. Logo depois, acabou contratado pelo Vitória de Guimarães e seguiu para empréstimos no Olhanense e no próprio Rio Ave.

Sem ser aproveitado no Vitória de Guimarães, ele acabou negociado com o CRF Cluj, da Romênia. Por lá, foi campeão nacional com a equipe que ainda contava com outros brasileiros.




"O clube romeno me comprou. Lá tinham outros brasileiros, como o Rafael Bastos, o Renan, que jogou no Atlético-PR. Passei um ano lá e depois pedi para vir embora. Voltei e acertei com o Rio Ave. Já estou aqui em minha sexta temporada", conta Lionn.

Alô, Brasil

Lionn soma mais de 170 jogos oficiais pelo Rio Ave, segundo o site OGol. Ele, no entanto, está perto de encerrar o seu ciclo pelo clube. O contrato do jogador vence no fim da atual temporada europeia, e o lateral já planeja uma volta ao Brasil.

"Tenho contrato até o fim da temporada daqui. Estou vendo umas coisas aqui para jogar no Brasil. Gostaria de voltar para o Brasil, mas a gente está vendo. Tem outras soluções também que podem aparecer", encerra o brasileiro.

Fundado em 1939, o Rio Ave atualmente é uma das surpresas do Campeonato Português. Ocupa a quinta colocação e briga por vagas em competições europeis na próxima temporada.


Siga o De Primeira no Twiiter.

Comentários