Artilheiro em Malta, Taylon desbanca até Neymar em número de gols na Europa: "Orgulhoso"

Atacante brilhou pelo Hibernians, vice-campeão da Premier League Maltesa   

Mateus Marinho

A temporada do futebol europeu vai chegando ao fim, e poucos brasileiros tiveram tantos motivos para comemorar no Velho Continente quanto Taylon, de 24 anos.

O atacante marcou 24 gols em 28 jogos durante toda a temporada e foi o artilheiro da BOV Premier League Maltesa atuando pelo Hibernians, que acabou ficando com o vice-campeonato nacional - o título foi para o Valleta.

Foi, inclusive, o brasileiro com mais gols entre todos aqueles que participaram das ligas europeias no formato tradicional, disputado entre 2018/2019. Somente na disputa da Liga de Malta, foram 20 gols em 25 jogos. Superou até Neymar, que no Campeonato Francês marcou apenas 15 vezes e, no total, soma 23 gols na temporada.

“Essa situação foi além das expectativas, nem eu imaginava que poderia chegar tão longe assim. Estou muito orgulhoso da minha conquista e de todos esses gols. Mesmo que eu esteja jogando numa liga não tão forte quanto a de jogadores renomados, gol é gol e meu nome está lá no meio deles. Me sinto orgulhoso”, disse, em entrevista exclusiva ao De Primeira, o atacante, que ainda fez um balanço da temporada.


“O clube passou por uma reformulação, não foi montado um time para brigar pelo título, mas nos unimos e chegamos na grande final contra a equipe do Valleta, que tem a maior influência e poder financeiro do país. Estou muito orgulhoso da minha equipe”.  

Taylon foi o artilheiro no país logo na sua primeira temporada por lá. Estava sem jogar profissionalmente há cerca de dois anos e, depois de 3 meses fazendo testes em Malta, assinou contrato com o Hibernians.

“A liga maltesa é muito boa, bem disputada, a comprovação disso é que a decisão ficou para a última rodada, com times brigando para não cair, pela classificação para a Europa League e com a gente disputando o título com o Valleta. Quem vem jogar aqui não quer mais ir embora. Não é meu caso (risos), ainda tenho uma longa estrada pela frente, mas, daqui uns anos, voltaria para cá facilmente. A vida aqui é muito boa, o país é lindo, a segurança é nota mil, o custo de vida é bem baixo, tornando Malta um ótimo lugar para se viver”, conta.


O FUTURO

O contrato de Taylon com o Hibernians chegou ao fim, e o brasileiro optou por não renovar. A partir de agora, o atacante segue em busca de novos desafios. Ele, claro, sonha grande.

“O clube me procurou para renovar, mas estou analisando outras propostas, de outros países. Meus agentes estão cuidando de tudo, estamos analisando o melhor destino para dar continuidade na minha carreira. Eu sempre tive um sonho de jogar no Borussia. É um clube que eu gosto muito. Já no Brasil gostaria de um dia poder jogar uma Série A, não importa a equipe. Para todos que estão lendo essa entrevista, continuem a sonhar, Deus ainda realiza sonhos”, finaliza.

Comentários