Ex-Cruzeiro, Careca vive a expectativa do primeiro título na Malásia

Meia-atacante de 23 anos defende o Perak FA 


O ano de 2019 tem reservado um momento especial para Careca. Há cerca de dois meses na Malásia, o meia-atacante brasileiro tem pela frente a oportunidade de ser campeão pela primeira vez atuando no exterior.

Isso porque o Perak FA, clube onde chegou nesta janela do meio do ano, está na final da FA Cup Malasya. A decisão será no próximo dia 27 de julho, contra o Kedah.

"Estamos na final da Copa. É muito importante, queremos muito ser campeões, porque vai nos dar muita confiança para trabalhar mais. Também porque não tem coisa melhor no futebol do que ser campeão", disse ele em entrevista exclusiva ao De Primeira.


Careca começou a carreira no Acre, estado onde é nascido. Em 2017, ele se destacou vestindo a camisa do Atlético-AC e acabou despertando o interesse no Cruzeiro, onde acabou não tendo oportunidades.

Voltou a se sair bem no Atlético-AC e, recentemente, foi negociado com o Perak, onde assinou contrato até o fim de 2020.

"Essa está sendo uma experiência boa na Malásia. Estamos conseguindo bom resultados, e eu pessoalmente estou bem, conseguindo marcar gols e dar assistências. O Perak é um time muito bom, com jogadores bons e um treinador bom. Me acolheram muito bem, a torcida acompanha. Na semifinal agora, deram um show, lotaram o estádio e ajudaram a gente reverter o placar de 3 a 1 do primeiro jogo. Ganhamos de 3 a 0 em casa e acabamos passando para a final".


O maior desafio de Careca no país asiático, no entanto, tem sido fora dos gramados.

"A maior dificuldade é a língua, porque eu não falo inglês. Mas, nesses dois meses, já aprendi muita coisa. Com o tempo, acho que já consigo falar o inglês".

Atualmente, o Perak é o sexto colocado na liga nacional, bem distante do tradicional Johor.

Segundo o atacante brasileiro, a ideia é permanecer no futebol asiático por um bom tempo a partir de agora.

"Pretendo fechar o ano bem, sendo campeão, fazendo uma boa temporada e pretendo buscar meu espaço ainda mais na Ásia. Estou trabalhando para isso, pretendo continuar na Ásia, mas o futuro pertence a Deus. Vou estar trabalhando para coisas grandes", encerrou.

Comentários